in

Restituição de Imposto: Livre-se da taxa de Importação

Restituição de Imposto de Importação

Falarei algo importante, porém, muitos preferem simplesmente ignorar para evitar transtornos. Restituição de imposto!

Garanto que você já comprou algo que custe menos que $50 e foi tributado. No próprio site da Receita Federal diz que compras abaixo desse valor são isentas.

Então por que cobram?!

As encomendas são avaliadas de formas arbitrárias, ou seja, o fiscal se considerar que o produto vale mais, será taxado com base em sua avaliação.

Se você viu por aí que há isenção de imposto para valores até $100 ou tem dúvidas sobre outras questão referentes e sobre taxa de R$12 dos Correios.

Leia o artigo sobre Imposto de importação.

Mas o que fazer quando é tributado em algo que está dentro da isenção?

A primeira coisa a se fazer é pagar os tributos para retirar o seu produto, porque todo o processo irá demorar e corre risco de o seu produto retornar para o remetente.

O importante será provar o valor cobrado pela loja e isso pode ser feito com print do produto na loja ou até mesmo um comprovante da EBANX.

Imprima tudo isso e tire xerox do que foi pago por você na agência dos Correios para retirar o produto.

O ideal é que você não faça isso com cada compra, mas que acumule ao longo de 1 ano ou dois para dar entrada de uma só vez em vários pedidos.

Na sua cidade, seja qual for o estado, você deve procurar o Juizado Especial Federal.

Eu já havia falado com algumas pessoas sobre o Juizado Especial Cível, mas isso é quando você quer por alguém ou alguma empresa na justiça.

Para órgãos da união, como a Receita Federal e Correios, por exemplo, tem que ser no Juizado Especial Federal.

Vou deixar um vídeo de como montar a sua ação

Baixe aqui o modelo do documento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reconhecimento facial iphone X

Reconhecimento facial iphone X falha na China e consumidora ganha reembolso

Correios nota fiscal

Correios Nota Fiscal: Lojas virtuais terão que emitir nota fiscal